Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde recebe obras de quase cinco milhões de euros

Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde recebe obras de quase cinco milhões de euros

O Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde vai receber um investimento de 4,7 milhões de euros, parte dele suportado pela câmara local, em obras de reabilitação, adaptação e ampliação, disse esta sexta-feira à Lusa o presidente da administração.

Atualmente, o “grande constrangimento” da unidade de saúde é a falta de espaço, é de não ter mais por onde crescer, explicou José Gaspar Pais.

“As condições não são más, não tem é por onde crescer. O espaço, para o que hoje fazemos, precisaria de ser duas ou três vezes maior em termos físicos”, referiu.

Por esse motivo, a câmara cedeu um terreno devoluto contíguo ao centro hospitalar para lá construir um novo pavilhão, além de um apoio de 1,5 milhões de euros para as respetivas obras, num protocolo celebrado hoje, revelou.

A verba restante, de 3,2 milhões de euros, será suportada pelo Programa de Investimentos na Área da Saúde (PIAS).

A empreitada deverá arrancar entre o final deste ano e o início do próximo e estar concluída no primeiro semestre de 2021, salientou.

O novo pavilhão a construir vai acolher o ambulatório, nomeadamente as colheitas e consultas, adiantou.

“Como a parte do ambulatório que se faz hoje no centro hospitalar fica vazia, vai ser possível aumentar as urgências que, atualmente, são muito exíguas. Vamos poder separar a emergência da urgência, criando dois circuitos, o que é melhor para os doentes”, sustentou.

Além disso, o laboratório, que hoje está no corredor, vai passar a ocupar espaços de consultas e a parte da imagiologia vai ganhar mais área e mais condições.

José Gaspar Pais contou ainda que vai ser comprado equipamento e modificadas algumas unidades, obras estas que dizem respeito ao hospital da Póvoa de Varzim.

Relativamente à unidade de Vila do Conde, as empreitadas passam por substituir as áreas administrativas, que vão ser transferidas para o Hospital da Póvoa de Varzim, por áreas clínicas.

Estas obras vão permitir responder aos principais constrangimentos do centro hospitalar, do distrito do Porto, e gerar grandes ganhos para os utentes, ressalvou.

O presidente da administração avançou que esta é a primeira de uma segunda fase de obras, que passa pela requalificação da medicina e cirurgia de ambulatório da unidade de Vila do Conde que deverão implicar um custo de dois milhões de euros.

Portanto, em termos globais, o investimento no centro hospitalar rondará os sete milhões de euros, concluiu.

No Comments

Post A Comment