Covid-19: Idoso Morre em instituição na Maia

Uma residência sénior, sediada na freguesia de Pedouçoa, no concelho da Maia colocou em isolamento 46 idosos e espera o resultado dos testes à covid-19 de outros 13, após ter registado um morto e confirmado o contágio de duas funcionárias, indicou o presidente da instituição.

José Manuel Correia, presidente do O Amanhã da Criança, que acolhe uma residência dedicada à Terceira Idade, confirmou à Lusa que um utente de 91 anos morreu no domingo à noite no Hospital de São João no Porto depois de testar positivo Covid-19 e que duas funcionárias estão infetadas.

“Por causa disso encetámos todos os esforços possíveis e 13 pessoas já foram testadas. Aguardamos o resultado. Outras 46 estão em isolamento. As 46 estão bem e em ambiente espaçado com todas as normas. Quanto às 13 que foram testadas, apresentam febre, tosse e insuficiência respiratória”, indicou José Manuel Correia.

Sobre o homem de 91 anos que morreu, o presidente da instituição localizada em Pedrouços, na Maia, indicou que este tinha um quadro “complicado com várias patologias como insuficiência respiratória aguda, diabetes e problemas cardíacos”.

Questionado sobre se conseguiu apurar a origem do contágio, o dirigente da O Amanhã da Criança aponta para a visita recente de uma “estagiária” que na sexta-feira ligou para a instituição a avisar que estava infetada.

“De imediato fizemos tudo ao nosso alcance para tratar e conter o contágio”, garantiu o presidente.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 5.476 mortos em 59.138 casos. Segundo as autoridades italianas, 7.024 dos infetados já estão curados.

Em Portugal, há 23 mortes e 2.060 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral de Saúde.

Dos infetados, 201 estão internados, 47 dos quais em unidades de cuidados intensivos.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Related posts

Leave a Comment